RH Moderno: o impacto trazido pela transformação digital no setor de RH das empresas

Tempo de leitura: 6 minutos

RH modernoA forma como as empresas fazem a gestão de recursos humanos está mudando. Afinal, foi-se a época em que o RH se concentrava em atividades estritamente operacionais, que demandavam tempo e dedicação demasiados. Isso porque com as facilidades que a tecnologia traz ao cotidiano desses profissionais foi possível uma redução no tempo dedicado ao levantamento de informações. Assim, o RH moderno passa a ter dados consistentes que possibilitam ter uma visão  estratégica da empresa, bem como identificar as melhorias necessárias. O que permite fazer uma gestão estratégica, humanizada e ágil.

Abordamos em outros posts no blog que a transformação digital está impulsionando as mudanças nos Recursos Humanos. Embora ainda existam muitos RHs que continuam usando planilhas e ferramentas limitadas, a grande maioria identificou na tecnologia um grande aliado, que permite automatizar processos manuais e reduzir o tempo dedicado a estas atividades. Uma das principais vantagens do RH moderno é o fornecimento instantâneo de dados, que favorecem a tomada de decisão.  

Os principais desafios para modernizar o RH

Modernizar o RH nem sempre é uma tarefa fácil. Implica em mudança de processos, vencer a resistência das pessoas, alteração na rotina, etc. Enfim, esta renovação do recursos humanos exige uma mudança de postura. Sendo assim, ao ressignificar o seu papel na empresa, o RH moderno também reduz a burocratização dos processos, estimula a proatividade e até mesmo a inovação.

É evidente que para alcançar o status de RH moderno, a gestão de recursos humanos enfrentará desafios para otimizar as tarefas do RH e agilizar os processos. Para ajudar você nesta missão, destacamos três aspectos que merecem uma atenção especial:  RH moderno

  • Reduzir o tempo gasto com controle de horas;
  • Diminuir a emissão de holerites de correção;
  • Planejar com antecedência os desligamentos e admissões;

Superar estes três desafios, é estar a um passo de transformar o RH tradicional num RH moderno. A tecnologia é uma forte aliada, porém, são as pessoas as responsáveis por extrair o melhor destas tecnologias e impulsionar esta transformação. Ao olhar para estes recursos  como um aliado, o setor de RH passa a reduzir a demanda de atividades manuais. Com isso, a equipe passa a investir as horas sobressalentes no principal ativo das empresas: as pessoas; agregando uma visão estratégica e tomando decisões assertivas.

5 práticas cotidianas do RH moderno

Um artigo publicado no portal Administradores defende que a gestão de capital humano é uma ferramenta que agrega valor econômico para as empresas. Para isso, é determinante aliar a capacidade, o conhecimento, as competências e atributos da personalidade de cada colaborador. O RH moderno se apropria de novos recursos e técnicas para desenvolver competências de forma assertiva. Listamos abaixo cinco práticas que você pode começar a planejar para implantar na sua empresa.  

1. Onboarding

RH moderno

Segundo o ditado, a primeira impressão é a que fica. Por isso, o onboarding é indispensável para as empresas. Uma das premissas do RH moderno é criar uma experiência positiva junto aos talentos desde o primeiro contato com a organização. Afinal, isso pode ser determinante na integração e relacionamento dos novos profissionais com a equipe.

A sugestão é criar um processo de onboarding que tenha afinidade com a cultura da empresa. Na Netflix, por exemplo, os novos contratados são acompanhados por um mentor. No Google, são apresentados aos grandes executivos. E na sua empresa, o que faria sentido implantar? A proposta do onboarding é que os novos colaboradores passem por uma imersão, o que possibilita que se adaptem rapidamente aos processos da empresa. Assim, podem entender as particularidades da sua função, conhecer processos e aprofundar na cultura da corporação.

2. Feedback

O Feedback é um momento determinante para o alinhamento de expectativas entre empresa e colaboradores. É importante que ambas as partes apontem pontos positivos e negativos, para que sejam avaliados os pontos de melhoria e realizadas ações de capacitação. Uma questão merece atenção neste tópico: não basta apenas solicitar e enviar feedbacks e não tomar nenhuma ação a partir disso. Quando o feedback se torna um processo automatizado, apenas para “cumprir tabela”, costuma não ter resultado algum.

3. Gestão do clima organizacional

Contar com dados atualizados e consistentes pode agregar muito valor na gestão do Clima Organizacional. Isso porque, o RH moderno pode planejar e executar ações efetivas que o levem a alcançar objetivos. É possível ter redução do turnover e absenteísmo, melhoria do clima organizacional, comunicação interna, entre outros.

Os dados capturados nas pesquisas de clima organizacional são um valioso banco de dados para a tomada de decisão. A gestão adequada dessas informações permite identificar a satisfação por faixa etária e função, entre outras características. Portanto, o RH moderno vê valor e extrai insights benéficos a partir destas informações analíticas, direcionando a transformação na empresa de forma assertiva.

4. Engajamento

Não existe uma fórmula mágica para aumentar o engajamento de colaboradores e equipes, mas essa questão está no radar do RH moderno justamente por interferir diretamente na produtividade das organizações. As principais dicas para aumentar o engajamento é que a liderança conheça sua equipe, seja humilde, haja com empatia, reconheça os esforços e trabalhe para resolver eventuais problemas e reclamações. Uma gestão transparente e aberta contribui para aumentar o engajamento.

5. Desenvolvimento de lideranças

A liderança exerce uma influência direta na produtividade dos liderados. Por isso, o RH moderno se preocupa com o constante desenvolvimento dos líderes. Além disso, também é importante que a empresa desenvolva meios de identificar e reter talentos com o perfil para a liderança, que possam ser qualificados pela própria organização.

A gestão de pessoas moderna também tem muita afinidade com a descentralização do RH. Isso porque além de reduzir as atividades operacionais e automatizar os processos, o RH moderno também transfere algumas atividades para gestores de outras áreas. Um exemplo disso é a gestão do ponto dos colaboradores, que pode ser feita pelo gestor da área e com isso o RH ganha mais tempo para se dedicar a ações estratégicas.

Resumindo, a tendência é que o RH moderno se dedique mais a analisar os dados, que vão direcionar o planejamento e execução de ações. Isso tanto para aumentar a satisfação, quanto o engajamento dos colaboradores e, por consequência, a produtividade da organização. Você já se sente pronto para começar a mudança?