Gestão de RH nas pequenas empresas: 5 dicas de ouro

Tempo de leitura: 4 minutos

As empresas de pequeno porte e startups têm uma dor em comum: ainda não estruturaram o departamento de Recursos Humanos. Por conta disso, os proprietários acumulam funções e ficam responsáveis pela gestão de pessoas, recrutamento e seleção, folha de pagamento, entre tantas outras atribuições. Para tornar a gestão de RH nas pequenas empresas mais eficiente, reunimos algumas dicas que irão simplificar a rotina dos empreendedores.

5 dicas para a gestão de RH nas pequenas empresas

Você quer reduzir o tempo dedicado aos processos operacionais que envolvem a gestão de pessoas? Saiba que é possível, basta seguir algumas dicas que listamos abaixo. Seguindo essas orientações será possível aumentar a segurança jurídica e ter mais controle, inclusive  sobre os dados que devem ser entregues à contabilidade ou ao eSocial.

1. Conheça e cumpra a legislação

Este é um cuidado essencial para garantir a segurança jurídica. Portanto, conheça a legislação trabalhista, principalmente a CLT que é o conjunto de leis que regem as relações profissionais. Além disso, também fique atento às Portarias 1.510 e 373 do MTE. Outro ponto de atenção são as horas extras, que podem elevar as despesas com a folha de pagamento. Isso sem falar que a falta de controle sobre as horas excedentes pode resultar em processos trabalhistas.

A dica é utilizar aplicações especializadas na gestão de RH, como um sistema de ponto eletrônico. O único cuidado é escolher um sistema que atende 100% do que determina a lei e seja homologado, no caso dos relógios de ponto (REPs). Com a automatização do registro de jornada é possível reduzir de 30% a 60% do tempo dedicado às tratativas do ponto. Procure escolher uma opção escalável, que esteja preparada para acompanhar o crescimento da sua empresa.

2. Contrate colaboradores que tenham afinidade com a cultura da sua empresa

A gestão de RH nas pequenas empresas inclui uma grande interação do proprietário com os colaboradores. Se optar por candidatos que tenham afinidade com a cultura da empresa será mais fácil fortalecer o propósito da organização e garantir o engajamento. A cultura e o clima organizacional interferem diretamente no desempenho dos negócios. Então, opte por profissionais que tenham desafios e interesses parecidos com os da sua empresa.

3. Mantenha os arquivos organizados

Com a implantação do eSocial se tornou imprescindível manter a documentação do RH organizada. Um dos grandes erros cometidos pelas pequenas empresas é fazer este controle manual ou em planilhas. Chega um estágio em que são tantas planilhas para gerenciar, que se torna complexo encontrar as informações que você precisa.

Portanto, novamente a dica é utilizar um sistema para reunir todas as informações, desde a ficha funcional, exames periódicos, admissionais e demissionais. Com o eSocial em vigor várias informações devem ser notificadas num curto prazo de tempo. Com um sistema em nuvem é possível acessar os dados em tempo real, a qualquer momento e em qualquer lugar.

4. Promova a diversidade e a inclusão no ambiente de trabalho

Segundo uma entrevista publicada pela Época Negócios o fato de reunir pessoas com experiências diferentes traz novas ideias para o ambiente organizacional. Essa diversidade não está ligada somente ao equilíbrio entre homens e mulheres. Mas, também a outros aspectos como raça, idade, orientação sexual, nacionalidade, etc. Mesmo que promover a diversidade e inclusão social pareça mais difícil para as empresas de pequeno porte é possível difundir essa cultura na empresa.

5. Incentive o feedback constante

Como a gestão de RH nas pequenas empresas costuma ser feita pelo proprietário, nem sempre há tempo para avaliações de desempenho mais estruturadas. Portanto, a dica é incentivar o feedback constante. Além de orientar os colaboradores sobre o que a empresa espera deles, você também compreenderá melhor as expectativas dos profissionais. Para enviar ou solicitar um feedback podem ser feitas conversas individuais ou usar uma ferramenta de pesquisa online, como Google Forms. Procure avaliar as respostas regularmente para identificar o que precisa ser melhorado nos processos.

Com essas dicas é possível simplificar a gestão de RH, garantir o cumprimento da legislação e o controle de custos. Você vai perceber que automatizando as rotinas administrativas terá mais tempo para cuidar de outros aspectos que também são essenciais para o fortalecimento do seu negócio.

Se você gostou deste post sugerimos também a leitura dos artigos abaixo:

7 ações para criar o RH da sua empresa

Tarefas do RH: desafios para otimizar e agilizar processos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *