Tudo o você precisa saber sobre a gestão de ponto dos terceirizados

Tempo de leitura: 4 minutos

gestão de ponto

A reforma das leis trabalhistas permitiu novos regimes de contratação, como a mão de obra terceirizada para atividades-fim. Coincidentemente, o número de processos que chegam ao TST é 15% maior agora. Parte disso decorre da confusão entre os direitos e deveres do colaborador com relação a ambas empresas, a contratada e a contratante.

Considerando que algumas das principais causas de processos trabalhistas estão ligadas à gestão da jornada de trabalho, é importante prestar atenção à gestão de ponto. Vale como critério de escolha do fornecedor – e para as avaliações periódicas de desempenho.

Quando uma organização opta por delegar algumas de suas atividades a outra empresa, pode haver confusão quanto às responsabilidades de gestão de pessoas. Especialmente quando o terceiro contratado atua dentro da estrutura do contratante. Neste post, vamos esclarecer como fica esta relação e algumas estratégias que você pode usar para orientar a gestão de ponto da mão de obra terceirizada.

Dificuldades enfrentadas pelo fornecedor na gestão de ponto da equipe externa

Acompanhar a jornada de trabalho dos colaboradores é um desafio para qualquer empresa que não conta com o auxílio da tecnologia. Por isso,  automatizar o processo de registro de ponto com tecnologias que sincronizam informações em tempo real faz toda a diferença.

A principal dificuldade no caso dos colaboradores externos é o fato de eles não estarem na sede da empresa. Mas, isso também pode ser solucionado com o uso de um software especializado. Exija que o fornecedor de mão de obra terceirizada disponha de um bom sistema de gestão de ponto. Assim você terá a certeza de que a força de trabalho estará disponível.

Entretanto, é importante deixar claro que a gestão de ponto do colaborador que trabalha fora da sede da empresa é responsabilidade da própria organização. Já a jornada de trabalho da mão de obra terceirizada é da empresa prestadora de serviço.

Como resolver os problemas de ponto de colaboradores terceirizados?

Para evitar o risco de processos trabalhistas (e custos desnecessários) é primordial fazer a gestão de ponto da mão de obra terceirizada de forma efetiva. Algumas possibilidades que você deve considerar:  

ProblemaEmpresa contratadaEmpresa contratante
Falta de controle efetivo sobre a duração da jornadaIntroduzir um sistema de registro de ponto condizente com a legislação.Ter critérios de qualificação para a contratação de prestadores de serviço que exijam gestão de jornada de trabalho.
Inexistência de dados sobre a localização do colaborador.Escolher um sistema alternativo de registro de ponto que forneça geolocalização em tempo real.Compartilhar com o fornecedor dados do sistema de gestão de acesso referentes aos colaboradores terceirizados.
Falta de engajamento dos colaboradores no registro de ponto.Sensibilizar os colaboradores e explicar a importância e benefício do uso de registradores de ponto.Sinalizar à empresa contratada sempre que houver descumprimento da jornada pelos colaboradores.

 

Quanto melhor o alinhamento entre os RHs da empresa contratante e contratada, menor o risco de passivos trabalhistas para ambas.

Bônus: empresa de terceirização, confira aqui como engajar os colaboradores no uso do ponto. Confira alguns passos a seguir para conquistar a confiança do seu cliente:

  1. Explique aos colaboradores os benefícios de registrar a jornada de trabalho;
  2. Demonstre a importância da transparência nas relações profissionais;
  3. Destaque que o profissional terá acesso em tempo real às informações sobre seu banco de horas;
  4. Evidencie que o registro de ponto é um jeito de comprovar que colaborador cumpriu sua jornada;
  5. Use como exemplo demandas antigas dos próprios colaboradores (como solicitações de compensação de horas);
  6. Valorize os aspectos positivos do sistema escolhido;
  7. Faça demonstrações práticas do funcionamento do sistema.

3 alternativas eficientes para a gestão de ponto de equipes de terceirização

Listamos abaixo três alternativas eficientes para a gestão de ponto, todas fornecidas pela Ahgora:

Batida Online

O registro da jornada de trabalho é feito via browser, com liberação de IP. Inclusive, pode ser feito em computadores mesmo quando não há internet. A batida online também pode ser via smartphones ou tablets.

Leitor Biométrico

É um equipamento que faz a leitura da biometria do colaborador (possui um sistema antifraude). Seu uso é muito comum em equipes com poucos funcionários que trabalham em locais diferentes, franquias, redes de lojas ou para profissionais que trabalham à distância.

Aplicativo

Permite o registro de ponto via smartphones e tablets, opções bem acessíveis para colaboradores externos e mão de obra terceirizada. Além da batida, o sistema também registra a localização geográfica do profissional. E, vale ressaltar que um único equipamento pode ser usado para a batida de ponto de vários colaboradores.

Quer saber mais sobre a gestão de ponto de mão de obra terceirizada e colaboradores externos? Faça download do eBook: Gestão a distância: como administrar múltiplas filiais de um só lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *