5 cuidados que você deve ter com a escala de trabalho do supermercado

Tempo de leitura: 4 minutos

A rotina de trabalho em um supermercado é atribulada. O atendimento é feito o dia inteiro, aos finais de semana, feriados e, em alguns casos, até de madrugada. É preciso garantir que o cliente seja bem atendido em qualquer período e ter um quadro  completo de funcionários para evitar erros ou problemas durante as jornadas de trabalho. Por isso, as escalas de trabalho do supermercado devem ser bem estruturadas.

Nesse momento, a pessoa  responsável pelos Recursos Humanos se depara com um grande desafio. São profissionais, setores e horários que precisam ser combinados para que o atendimento seja garantido com eficiência e qualidade. Alguns cuidados serão necessários para ter efetividade na tarefa e é isso que vamos mostrar nesse conteúdo. Confira!

Qual a importância da escala de trabalho do supermercado?

Supermercados são estabelecimentos que recebem clientes constantemente. Alguns dias e horários (como após o horário comercial ou em dias de ofertas) esses locais costumam ser afetados pelos picos de atendimento.

O supermercado deve contar com um efetivo que esteja disponível para atender os seu público durante todo o período de atendimento e reforçar a equipe em momentos de maior necessidade.

Ao criar escalas de trabalho para o supermercado, é possível distribuir as jornadas dos colaboradores, formando um número suficiente de profissionais para atender em cada período.

Quem trabalha com RH ou já precisou criar uma escala de trabalho para a própria equipe sabe o quanto essa tarefa é difícil. Diversos detalhes devem ser levados em consideração, com objetivo de evitar que falhas na operação aconteçam – e multas por desrespeito à jornada de trabalho.

A seguir, mostraremos quais são os cuidados que você deve tomar ao criar a escala de trabalho do supermercado.

5 cuidados para criar a escala de trabalho do supermercado

Cada empresa tem suas próprias particularidades, que são influenciadas pelo segmento, modelo de negócio, áreas, profissionais, perfil de clientes e mais uma série de fatores. Uma escala de trabalho deve, além de tudo, considerar essas características.

Com os supermercados não seria diferente. Pelo contrário, os cuidados devem ser ainda maiores. Sendo assim, fique atento para:

1. Leis trabalhistas

A Consolidação das Leis do Trabalho sofreu ajustes recentemente, com a reforma trabalhista. Diversos pontos foram alterados e a empresa deve estar atenta para cumprir com o que determina a lei.

Em especial, atente-se para os Artigos 66, 67, 68 e 71, que regem sobre os descansos intrajornadas e interjornadas. Interjornada é o intervalo entre uma jornada de trabalho e outro. O colaborador deve ter no mínimo 11 horas consecutivas de descanso. A intrajornada se refere ao intervalo para repouso ou alimentação de uma carga horária contínua que exceda 6 horas.

2. Funcionamento

Em uma planilha ou sistema específico, adicione todos os dias e horários de funcionamento do supermercado. Em seguida, inclua as jornadas de trabalho definidas pela empresa, como por exemplo: 6h às 14h, 14h às 22h, 10h às 20h, etc.

Dessa forma, você terá um espelho com os horários que precisam ser preenchidos na escala de trabalho do supermercado.

3. Necessidades

Quais são as necessidades de atendimento de cada setor? Reúna as informações sobre os horários de pico de cada departamento e quantos colaboradores são necessários para suprir aquela demanda. Essa informação te ajudará a criar escalas de trabalho mais estratégicas.

4. Folgas

Contrate mais de um folguista para substituir os colaboradores em seus dias de folga. Esse profissional pode transitar entre as áreas e cobrir a folga de diferentes posições, porém, é importante não sobrecarregar ninguém. Lembre-se que o folguista também tem direito ao descanso remunerado.

5. Cumprimento da escala

Acompanhe a escala de trabalho do supermercado de perto. Tenha certeza de que os colaboradores estão cumprindo com seus horários e oriente-os a comunicar o superior direto sempre que alguma alteração for necessária.

O controle das jornadas pode exigir bastante tempo do profissional de RH, por isso o ideal é contar com soluções que executem essa tarefa de forma automatizada. A tecnologia pode ajudar nesse sentido.

O Ahgora PontoWeb é uma solução que permite o registro das escalas dos colaboradores e envia notificações ao colaborador, informando sobre sua próxima batida de ponto para evitar que interjornada e intrajornada aconteçam. Caso o profissional faça a marcação antes do fim de sua jornada, o RH é avisado.

Prestar atenção a esses detalhes pode reduzir problemas no atendimento ao cliente e até os custos com a folha de pagamento. Será que a sua empresa está gastando muito com horas extras? Use a nossa calculadora para descobrir.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *