Como escolher um sistema de registro de ponto?

Tempo de leitura: 4 minutos

relogiopontoeletronicoSe você ainda não conta com uma ferramenta de gestão e registro de ponto no seu negócio e está pensando em investir em uma ferramenta, preparamos este conteúdo para ajudar a avaliar quais as principais necessidades do RH da sua empresa e quais os quesitos analisar para encontrar a solução perfeita para a sua empresa.

Porém, se você já conta com um sistema de gestão e registro de ponto, é importante avaliar se o mesmo atende adequadamente a necessidade da sua equipe e empresa. Afinal, sua empresa pode estar perdendo dinheiro!

 

Registrador de Ponto Eletrônico

Atualmente existem uma infinidade de marcas e modelos de Registrador de Ponto Eletrônico (REP). Porém, na hora de optar por um relógio ou por um sistema alternativo de registro de ponto é importante avaliar se o dispositivo atende a demanda da empresa, se está adequado a legislação e se cumpre alguns requisitos.

Primeiro, questione o fornecedor sobre o produto e sobre os serviços oferecidos. Lembre de fazer as perguntas abaixo.

  • A empresa que desenvolveu o sistema é especializada em soluções para RH?
  • Os serviços oferecidos atendem às necessidades dos profissionais de RH da sua empresa?
  • O sistema é simples e interativo?
  • Há limite de chamados para o suporte caso os usuários tenham dúvidas no uso do sistema?
  • Há uma solução específica para o segmento em que a sua empresa atua?

 

Relógio Eletrônico de Ponto

Para escolher um equipamento de registro de ponto, avalie:

  • Se o equipamento atende às exigências da portaria 1510 do MTE e/ou do Inmetro, pois isso garante que a sua empresa atue em conformidade com a legislação trabalhista brasileira.
  • Se a biometria utilizada pelo sistema é antifraude. Isso evita transtornos como funcionários registrando a entrada/saída por outros funcionários por meio de dedos de silicone ou outras técnicas.
  • O tamanho da memória do equipamento, pois isso evita gastos no futuro com aquisição de novos equipamentos (portaria 1510/MTE) ou troca de memória (Inmetro).
  • O tempo de garantia dada pelo fornecedor. Isso pode poupar dor de cabeça e gastos com a troca das peças ou compra de novo equipamento.
  • Analise a qualidade do equipamento e não o preço. Ao investir em produtos de qualidade, você evita problemas com manutenção e mau funcionamento dos aparelhos.
  • Atualização remota e automática de registros. Desta forma não há mais necessidade de pegar manualmente as informações do relógio, pois as informações são enviadas em tempo real para o software.

 

Sistemas Alternativos de Registro de Ponto

Ao optar por um sistema alternativo de registro de ponto (tablet, smartphone, computador, etc), analise:

  • Se o equipamento atende às exigências da portaria 373 do MTE, pois isso garante que a sua empresa atue em conformidade com a legislação.
  • Se o sistema é de fácil utilização pelos funcionários e atende adequadamente a demanda da empresa.
  • Se os dispositivos possuem comunicação com o software de gestão de ponto, o que permite analisar os registros de batidas em tempo real e emitir relatórios precisos diariamente, se necessário.
  • Se o dispositivo oferece segurança sobre a identificação do funcionário. Inclusive, existem dispositivos que identificam o local do registro da batida de ponto.

 

Software de Gestão de Ponto

Na hora de investir em um software de gestão de ponto não é diferente. É preciso avaliar se, além de atender as necessidades da empresa, o sistema atende aos seguintes pontos:

  • Suporte técnico. Opte por um fornecedor que disponibilize suporte sem limites de chamado, isso fará a sua empresa poupar dinheiro e tempo.
  • Informações em tempo real. Esta característica permite analisar diariamente as informações de ponto dos funcionários e gerir as horas trabalhadas das equipes de forma exata, poupando recursos da corporação com horas extras.
  • Fácil emissão de relatórios, o que permite analisar a saúde da corporação e traçar ações assertivas.
  • Acesso de qualquer lugar. Você não fica preso a um espaço físico ou computador.
  • Escalável. Um software em nuvem permite aumentar facilmente o número de usuários e o número de colaboradores cadastrados.
  • Atende a legislação brasileira (portarias 1510 e 373 do MTE e a CLT).
  • Segurança das informações, isso pode poupar dor de cabeça com perda de dados ou processos trabalhistas.

 

Avaliar todos estes pontos irá poupar você e a sua empresa de problemas com a gestão do ponto e até mesmo evitar  gastos desnecessários.

registro de ponto eletrônico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *