Afinal, você realmente sabe o que é gestão de pessoas?

Tempo de leitura: 5 minutos

A gestão de pessoas vai muito além de administrar contratações, desligamentos, pagamentos, férias ou gerir a jornada de trabalho de cada colaborador.

Muitas vezes, passamos tanto tempo administrando tais trivialidades que acabamos esquecendo o real sentido de lidarmos com recursos humanos.

Quando decidimos nos dedicar a essa área, é porque acreditamos no valor das pessoas, e sabemos que elas são o principal ativo de qualquer organização.

No entanto, ao atuarmos em grandes empresas, lidamos com um número enorme de colaboradores, acumulamos inúmeras funções,  levamos muito tempo dedicados a atividades manuais, absorvemos responsabilidades que muitas vezes não são nossas e, podemos deixar de lado alguns dos principais objetivos da área de RH.

Mas afinal, qual deve ser o principal objetivo da área de RH?

A área de recursos humanos é estratégica, deve trabalhar para atrair talentos alinhados com a cultura da organização e facilitar o seu desenvolvimento saudável e eficiente, considerando os valores e os objetivos estratégicos da empresa.

Para ajudar você a entender se a gestão de pessoas da sua organização está caminhando no sentido certo, separamos algumas perguntas para refletir e nortear as suas próximas ações:

Quanto tempo os profissionais da área de RH gastam administrando trivialidades?

Introduzimos aqui o termo administração de trivialidades (administrivialidades) para falar sobre aquelas tarefas repetitivas e operacionais do RH, como o fechamento da folha, controle de banco de horas e trabalho burocrático relacionado a desligamentos ou retirada de férias.  Se o time de RH gasta grande parte do tempo com tais tarefas, é preciso repensar os processos internos. Isso porque o foco central da atuação desses profissionais deve estar na gestão de pessoas, não nos processos manuais e burocracias!

Nesse sentido, vale correr atrás de soluções tecnológicas e automatização de processos. Além de compartilhar certas tarefas com gestores e líderes de área, que são as pessoas mais próximas dos times. Assim, sobrará mais tempo para cuidar do capital humano, impulsionar um melhor clima organizacional e divulgar a cultura da empresa.

A gestão de pessoas leva em conta os objetivos estratégicos da empresa a curto, médio e longo prazo?

O desenvolvimento dos profissionais é uma das grandes preocupações relacionadas à gestão de pessoas. No entanto, esse desenvolvimento precisa ser direcionado não apenas aos interesses individuais de cada colaborador, mas também aos interesses da corporação, fazendo com que o capital humano interno seja capaz de absorver grande parte das demandas ao longo de tempo, e possa impulsionar a empresa na direção dos objetivos.

Por isso, os profissionais da área de RH devem ter clareza em relação a esses objetivos, e criar estratégias e políticas que promovam o desenvolvimento dos times de forma orientada.

A gestão de pessoas é uma prioridade da diretoria?

Para que a gestão de pessoas seja bem sucedida, ela não pode ser prioridade apenas de uma ou outra área, como por exemplo a área de Recursos Humanos. É necessário que o cuidado com as pessoas seja uma prioridade da diretoria, e incorporada na cultura da empresa, bem como comunicada a todos os times.

Caso a gestão de pessoas não seja uma prioridade da diretoria da empresa, tudo o que os profissionais da área de RH podem fazer é “enxugar gelo”, gerando nos colaboradores expectativas que jamais são cumpridas. Se este for o seu caso, talvez esteja na hora de procurar outras oportunidades, ou ter (mais) uma conversa franca com os diretores.

Existe um planejamento para gerir os conhecimentos internos da empresa?

O desenvolvimento dos colaboradores deve considerar sim as horas de cursos e workshops externos, Mas também é preciso levar em consideração os conhecimentos produzidos dentro da própria organização, e para isso é necessário, antes de tudo, mapear esses conhecimentos. Depois disso, é necessário priorizar quais destes conhecimentos são mais estratégicos em cada uma das áreas, e planejar a forma ideal de compartilhá-los.

Para isso, é necessários que os profissionais de RH trabalhem em parceria com os gestores de cada área. Afinal, quem melhor do que eles é capaz de definir as necessidades específicas de cada colaborador do próprio time?

Os valores e a cultura da empresa estão na cabeça e atitudes de todos os colaboradores e gestores?

Uma gestão de pessoas eficiente faz com que todos caminhem na mesma direção, e compartilhem dos mesmos valores e interesses. Por isso, a comunicação e promoção da cultura da organização deve ser uma prioridade.

Essa priorização deve estar clara para os profissionais das diferentes áreas. É necessário que os gestores de cada time saibam como promover a cultura da empresa, e inspirem esses valores através de suas atitudes.

Conclusão

Ao longo deste texto trouxemos perguntas para te ajudar a refletir a respeito de como a gestão de pessoas é realizada na sua organização. Também apresentamos o papel estratégico dos profissionais da área de RH na promoção de uma cultura que valorize o desenvolvimento dos colaboradores.

A gestão de pessoas não pode ser uma preocupação apenas do RH, ela precisa ser uma prioridade da diretoria, e deve ser promovida pelos gestores de cada time. Apenas com um trabalho integrado e transversal é possível incentivar o crescimento de cada colaborador, promovendo a satisfação profissional e o bom desempenho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *